Para fazer mudanças, basta começar

Para muitos, as Bahamas são um lugar para escapar de temperaturas mais frias, relaxar em praias de areia branca e mergulhar em águas azul-turquesa cristalinas. Para mim, é o meu lar. Cresci navegando nessas águas e até hoje, sempre que posso, estou no mar com familiares e amigos. É onde está meu coração.

As ameaças ambientais que meu país enfrenta são reais. Nossos recifes de coral, vitais para a biodiversidade, estão em perigo devido ao aquecimento dos mares e à poluição. Furacões e tempestades tropicais parecem ficar mais intensos a cada ano que passa. O aumento do nível do mar representa uma ameaça existencial às Bahamas, corroendo nossa bela costa à medida que a água salgada invade nossos preciosos e limitados recursos de água doce.

No final do ano passado, tive a sorte de representar o Rotary na COP28, a 28ª conferência do clima da Organização das Nações Unidas, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. O consenso da reunião foi que o progresso no combate às mudanças climáticas tem sido muito lento. Os participantes disseram que o mundo precisa acelerar o ritmo para reduzir as emissões de gases do efeito estufa, ajudar as comunidades a se tornarem mais resilientes às mudanças climáticas e aumentar o apoio aos países mais vulneráveis a elas.

O Rotary pode fazer parte da solução.

Como você sabe, a proteção do meio ambiente é uma das áreas de enfoque do Rotary. Muitos clubes são ativos em suas comunidades com projetos voltados, por exemplo, à limpeza de praias e estradas. Com a Fundação Rotária, você pode ampliar seu impacto ao reunir recursos com clubes e distritos de outras partes do mundo. Os subsídios da Fundação permitem que você use as generosas contribuições de seus companheiros do Rotary para tornar o mundo um lugar melhor.

Imagine as possibilidades. Talvez os distritos do Canadá e da Austrália pudessem proteger as zonas úmidas de Nova Gales do Sul, na Austrália. Líderes do Rotary do Brasil, da Índia e de Taiwan poderiam liderar projetos de subsídios para treinar agricultores no estado indiano de Andhra Pradesh em técnicas agrícolas sustentáveis. Rotary e Rotaract Clubs das Bahamas, da África do Sul e de Nova York poderiam trabalhar com seus distritos para ajudar meu país a restaurar seus recursos naturais, começando com um recife ou mangue de cada vez.

Os problemas que nosso meio ambiente enfrenta parecem avassaladores até percebermos que muitos deles têm solução. São muitas as maneiras de ajudar por meio do Rotary. Mesmo que não lideremos um subsídio nem sejamos voluntários em um projeto, todos podemos ajudar a proteger o meio ambiente por meio de doações à Fundação.

O Rotary não pode salvar o planeta sozinho. Mas, como nosso progresso na erradicação da pólio demonstra, o impacto do Rotary é muito grande quando colocamos nossa visão de um mundo melhor em movimento e simplesmente damos o primeiro passo.

Para fazer mudanças, basta começar



Compartilhe